Volume 1 - Número 6

____A "Dialógica" é a Revista Eletrônica da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Amazonas (ISSN 1809-9041). É um projeto da FACED que possibilita acesso fácil, gratuito e dinâmico a todo o universo da educação e diversidade da Amazônia. A periodicidade de suas notícias é quinzenal e seus artigos, entrevistas, eventos, editorial e experiências são trimestrais. A Dialógica busca a interação direta com seus leitores, por meio de ferramentas como email, enquetes e comentários, que visam a um conhecimento qualitativo de seu público e o atendimento de suas demandas.

_____Estreitar o relacionamento entre a Faculdade de Educação e a sociedade amazonense, ampliando os canais de divulgação de projetos e conhecimentos técnicos da Faculdade, é um dos objetivos da revista eletrônica "Dialógica", a qual tem o intuito de tornar-se referência para os profissionais da área.

_____A participação dos leitores também se dá por meio da seção Publique o seu Texto, espaço para inserção de textos, artigos, vídeos e fotografias referentes a educação na Amazônia. As críticas e sugestões serão enviadas através do Fale Conosco. Os interessados em eventos como congressos, seminários, etc., também encontrarão na "Dialógica" uma Agenda de Eventos com abrangência nacional aberta a contribuições.

_____Público Alvo - A revista pretende atender professores, estudantes, jornalistas, órgãos governamentais, ONGs, entidades publicas e privadas, servidores da UFAM e, de forma específica, da FACED.

 

A tecnologia no processo educativo

A Profª Rosa Brito é doutora em Filosofia pela Universidade Gama Filho/RJ, Mestra em Filosofia pela PUC/RJ e Licenciada em Filosofia pela UFAM. Possui sete livros publicados e vários artigos em revistas. É professora da Faculdade e do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFAM e Membro Efetivo da Academia Amazonense de Letras, do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas e do Instituto Luso-Brasileiro de Filosofia.

Nesta entrevista, a professora Rosa Brito fala sobre a participação dos professores da Ufam na revista Dialógica e como ela percebe a inserção de um veículo eletrônico como meio de divulgação da produção científica.

A Dialógica é uma das primeiras (se não a única) revista online indexada na UFAM, Qual o prestígio que esse fato traz para a Faced?

RB – No meu entendimento, isto demonstra a preocupação da Direção da Faculdade com: a) a divulgação da produção científica do seu quadro docente b) a utilização das novas tecnologias no processo educativo envolvendo a aquisição, construção e transmissão de conhecimentos.

É possível fazer uma avaliação de como os autores dos artigos percebem a própria contribuição para a revista? Eles têm se demonstrado estimulados ao ver suas produções postadas na internet, em uma revista indexada?

RB – Na minha opinião, será sempre motivo de satisfação para o autor a publicação de seus trabalhos. A vantagem da DIALÓGICA é ser uma revista online, por isso mesmo, com publicação mais rápida do que a revista impressa com acesso ilimitado. Posso afirmar que os autores com os quais mantive contato após a publicação de seu trabalho, estavam satisfeitos e dispostos a encaminhar novos trabalhos.

A internet tem sido o meio de comunicação que permite mais facilmente o acesso e a interatividade entre o autor e o leitor. Por conta disso torna-se imprescindível que a comunidade universitária informe ou disponibilize sua produção nos ambientes online. Mesmo assim, ainda existem setores acadêmicos muito alheios ao ambiente do ciberespaço, e até professores resistentes a ele. Na sua opinião, por que isso acontece?

RB – Como você mesmo sugere o que vou dizer é apenas uma opinião. Para ter certeza da veracidade do que digo, necessitaria realizar uma pesquisa no seio da comunidade. Penso, todavia, que a resistência se deve a que a informática, o ambiente do ciberespaço, não fez parte do processo educativo formal ou informal da grande maioria dos nossos professores, inclusive do meu. A utilização de tais conhecimentos depende, muitas vezes, de um aprendizado por “ensaio e erro” o que dificulta o domínio dos instrumentos. Quantas vezes eu ouvi professores dizer: não consigo dominar isto! Não vou perder o meu tempo! Para as gerações mais jovens, inclusive para as crianças, as dificuldades são mínimas, quase nenhuma. Mas, diferente das gerações anteriores, eles convivem desde que nasceram com tais instrumentos, seja na escola, seja em casa. Penso, no entanto, que hoje as resistências são poucas porque queiramos ou não, a informática tornou-se indispensável aos fazeres acadêmicos. É importante e quase indispensável o uso das novas tecnologias que ajudem no processo ensino/aprendizagem, principalmente no processo de construção de conhecimentos.

As publicações on line têm o mesmo "peso" de uma revista impressa como produção intelectual? Se sim, como seria possível uma reversão desse quadro de resistência por parte de alguns setores ou professores?

RB – Sim. As publicações online indexadas possuem o mesmo peso da revista impressa. Quanto ao quadro de resistência por parte de alguns setores ou professores, o que posso dizer em função da minha vivência com a Dialógica e com outras Revistas impressas, é que a dificuldade em receber artigos não se encontra no fato de ser revista online, mas em função da pouca disponibilidade dos nossos professores em produzir. A Revista Amazônida, por exemplo, também encontra dificuldades em obter artigos.

 

Artigos neste número

1. Resíduos de serviços de saúde: uma questão sistêmica, educacional e cultural.
Dr. João Tito Borges
Mestrando Wagner Cabral Pinto

2. Questões a propósito de uma avaliação interativa na educação especial e na educação de surdos.
Drª. Nídia Regina Limeira de Sá

3. Olá, redação, muito prazer
MSc. Eduardo de Castro Gomes

4. Motivação na pesquisa acadêmica: uma opção metodológica
MSc. Márcia Daniella Souza dos Santos

5. Abastecimento de água na Zona Leste de Manaus (AM): um estudo de caso a partir do Bairro São José Operário
Dr. Manuel do Carmo da Silva Campos (organizador)